• Kelly Rossi

O Mistério Sittaford - resenha


Autora - Agatha Christie

Tradução - Carlos André Moreira

Editora - L&PM Pocket

Gênero - Romance Policial

Páginas - 256

Ano - 2017

ISBN - 9788525420077

Classificação - 4,5⭐


Sinopse - "Na remota localidade de Sittaford, prestes a ser assolada por uma poderosa tempestade de neve, um grupo de vizinhos reunidos na imponente mansão que dá nome ao lugar resolve se entregar a um passatempo excitante e aparentemente inofensivo: uma sessão espírita improvisada. O que deveria ser uma distração sem maiores consequências assume tons sombrios quando a mesa dos espíritos soletra o nome de um conhecido de todos os presentes, seguido da palavra "assassinado". Trote de mau gosto ou um aviso sobrenatural? Em mais um de seus engenhosos romances, Agatha Christie surpreende os leitores com a narrativa misteriosa de um crime que teoricamente não poderia ser cometido."


Agatha dedicou esse livro ao seu segundo marido, Max Edgar Mallowan. O período que ela conheceu Mallowan até o casamento foi relativamente curto. Os dois tiveram alguns encontros e foi nessa época que ela estava escrevendo O Mistério Sittaford. Ou seja, Agatha estava vivendo uma nova paixão e traços desse sentimento acabam tocando sua obra também. Então, além de todo o mistério policial costumeiro em seus livros, também encontramos aqui diversos contornos amorosos.


É possível perceber que a autora usou várias referências da obra "O Cão de Baskervilles" de Arthur Conan Doyle, desde a atmosfera mais gótica com sugestão de fenômenos sobrenaturais, o mesmo cenário de Devon, até o fugitivo da prisão de Dartmoor.


Quando foi publicado primeira vez em 1931, recebeu várias críticas positivas e foi comparado com "O Assassinato de Roger Acroyd". Bom, tirando a parte que fui enganada de forma desmedida nos dois livros, não concordo com a comparação. Acho os dois romances bem diferentes.


Mas do que se trata a história do livro?


Sittaford é uma pequena vila de Dartmoor. A Sra. Willett e sua filha Violet são as novas inquilinas da Mansão Sittaford, uma residência de propriedade de Trevelyan, um capitão aposentado da Marinha. Elas convidam quatro pessoas para um chá: o amigo de longa data do capitão Trevelyan, o major Burnaby, o Sr. Rycroft, o Sr. Garfield e o Sr. Duke. Por sugestão do Sr. Garfield, os seis decidem jogar uma partida de mesa girante (espécie de jogo espírita) . Durante esta sessão, às 17h25, um espírito anuncia que o capitão Trevelyan acaba de ser assassinado. Todos ficam preocupados. O major Burnaby decide enfrentar a neve e visitar seu amigo em Exhampton para saber se está tudo bem, mas o pior realmente aconteceu.

As investigações começam e James Pearson é considerado o principal suspeito. Sua noiva Emily resolve juntar forças com o jornalista Charles Enderby para desvendar todos os mistérios e conseguir salvar seu amado noivo. Os enigmas que Emily e Charles enfrentam nessa aventura, parecem não ter fim. Como sempre, a Agatha criou um enredo recheado de pistas falsas e subtramas que dificultam a descoberta do verdadeiro assassino.


Esse livro dividiu opiniões no clube Lendo Rainha Christie. Eu, particularmente, gostei bastante da personagem Emily, achei ela super inteligente e divertida. Fiquei satisfeita com as explicações finais e amei que o casal que eu torci acabou ficando junto, geralmente isso nunca acontece.😅


Então é isso, voadores! Espero que tenham gostado de ver mais um livro da Agathinha por aqui. 🥰


Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima! 📚💖


Colabore com o blog: apoia.se/voandocomlivros

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo