• Kelly Rossi

O Gato que Amava Livros - resenha


Título Original - 本を守ろうとする猫の話

Autor - Sosuke Natsukawa

Nacionalidade - Japonês

Tradução - Fernanda Dias

Editora - Planeta

Gênero - Fantasia

Páginas - 240

Ano - 2022

ISBN - 9786555357783

Classificação - ⭐⭐⭐⭐


Sinopse - "Uma história sobre encontrar a própria coragem, sobre cuidar de si e dos outros – e sobre o imenso poder da literatura.

A livraria Natsuke era uma loja de livros usados quase fora da cidade. Quem passava por lá via estantes que iam do chão até o teto, abarrotadas das mais maravilhosas obras literárias. Rintaro Natsuki amava aquele lugar, erguido pelo trabalho do avô que o criou, com todo o seu coração – passou muitas horas felizes lendo o que desejava por aqueles corredores. A livraria era o refúgio perfeito para o garoto doce, porém recluso.

Depois que o avô morre, Rintaro percebe-se só e arrasado: tudo indica que ele precisará fechar a livraria. É quando surge um misterioso gato malhado, de nome Tigre, que pede a ajuda do garoto. O gato deve encontrar um verdadeiro amante dos livros para acompanhá-lo em uma missão. A improvável dupla, então, enfrentará três aventuras mágicas para resgatar livros aprisionados, maltratados e abandonados.

Fenômeno editorial no Japão, O gato que amava livros é uma história reconfortante sobre encontrar a própria coragem, sobre cuidar de si e dos outros – e sobre o imensurável poder dos livros =^..^="


Você sabe o que é um "Hikikomori"?


O termo foi criado no Japão, na década de 80, por Tomita Fujiya. Literalmente, significa puxar para dentro e confinar, refere-se ao grave isolamento social voluntário de adolescentes e adultos jovens por pelo menos seis meses.

Pensava-se que era um problema ligado apenas à cultural nipônica, que seria favorecida pelos valores individualistas e costumes locais. Mas em 1990, a síndrome passou a ser considerada em toda a Ásia. Hoje, sabe-se de casos no mundo todo.



"Segundo o censo japonês, o país tem 540 mil pessoas entre 15 e 39 anos com o transtorno, o que corresponde a 1,79% dos japoneses nessa faixa de idade, mas é provável que o número real seja o dobro disso."

Mas por que eu estou falando sobre isso? Porque o protagonista do livro "O gato que amava livros" é um hikikomori. Rintaro Natsuki sabe que sofre do transtorno, o que nem sempre acontece nesses casos.


No livro, o problema é apresentado de maneira bem tranquila, não tem muito aprofundamento, até porque, acredito eu, não era o intuito maior do livro. Mas para quem não conhece o termo, abre um leque para pesquisas e discussões bem interessantes.


Rintaro Natsuki, órfão, vivia com seu avô em uma livraria de usados, aquelas que conheços como sebos. O mundo de Rintaro vira de pernas pro ar depois que seu avô morre. Uma tia se oferece para ajudá-lo a vender a livraria e levá-lo para morar com ela. Mas enquanto ele faz os preparativos dessa grande mudança na vida de um hikikomori, um misterioso gato aparece.



O gato malhado chamado Tigre não é apenas misterioso, mas também mágico. Ele precisa da ajuda de um verdadeiro amante da literatura para salvar livros aprisionados, maltratados e abandonados. Rintaro que passava seus dias lendo e cuidando dos livros do sebo de seu avô se encaixava em quase todos os perfis para ajudar Tigre. O único problema de Rintaro é seu transtorno hikikomori. Como ele vai se aventurar com Tigre, atravessando portais mágicos e salvando livros em outros mundos se ele não consegue nem sair de sua casa?


"O gato que amava livros" é uma fantasia tranquila e fofa. Quem gosta de trechos marcantes e indicações de clássicos, vai se deliciar com essa leitura.


Vou deixar aqui os trechos dos livros que mais gostei:


🐈 "O mundo coloca todo tipo de obstáculo no nosso caminho e somos obrigados a aguentar tanta coisa que chega a ser absurdo. Nossa melhor arma para lutar contra toda a dor e dificuldade não é a lógica, tampouco a violência. É o humor."


🐈 "Os livros têm um poder extraordinário. Mas tenha cuidado. É o livro que detém o poder, não você."


🐈 "Os livros não podem viver a vida por você. O leitor que se esquece de andar com as próprias pernas é como uma velha enciclopédia, com a cabeça cheia de informações obsoletas. A menos que alguém abra, não passa de uma antiguidade inútil."


🐈 "Não é verdade que, quanto mais você lê, mais você vê o mundo. Não importa quanto conhecimento consiga empilhar na própria cabeça, a menos que pense com sua própria mente, ande com suas próprias pernas, o conhecimento que adquirir não será nada além de vazio e efêmero."


🐈 "A capacidade de expressar palavras simpáticas superficiais em uma voz doce não faz de alguém uma pessoa carinhosa e compassiva. O que é importante é a capacidade de ter empatia por outro ser humano, ser capaz de sentir sua dor, para caminhar lado a lado em seu sofrimento."


🐈 "Um livro que fica em uma estante nada mais é do que um bloco de papel. A menos que seja aberto, um livro poderoso ou com uma história épica é um mero pedaço de papel. Mas um livro que foi estimado e amado, cheio de pensamentos humanos, ganhou uma alma."



🐈 "Um livro querido sempre terá uma alma. Voltará para ajudar o leitor em tempos de crise."


🐈 "Os livros podem nos dar conhecimento, sabedoria, princípios, uma visão de mundo e muito mais. A alegria de aprender algo que você não sabia antes e ver coisas de uma forma totalmente nova é emocionante."


🐈 "Os livros estão repletos de pensamentos e sentimentos humanos. Pessoas sofrendo, pessoas que estão tristes ou felizes, rindo alegres. Ao lermos suas palavras e suas histórias, ao passarmos por essa experiência, aprendemos sobre o coração e a mente dos outros, além de nós mesmos. Graças aos livros, é possível aprender todos os dias não apenas sobre quem está ao nosso redor, mas também sobre os que vivem em mundos totalmente diferentes."


🐈 "Os seres humanos não vivem sozinhos, e um livro é uma maneira de mostrar isso a eles."


🐈 "Acho que o poder dos livros é que eles nos ensinam a se preocupar com os outros. É o poder que dá coragem às pessoas e também as apoia."


Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima!📚❤



Colabore com o blog: apoia.se/voandocomlivros






O livro está disponível nas melhores livrarias! Você também pode comprar sem sair de casa clicando na imagem ao lado. Comprando por esse link, você ajuda o blog sem pagar nada a mais por isso.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo