• Kelly Rossi

Tragédia em Três Atos - resenha


Título Original - Three Act Tragedy

Autora - Agatha Christie

Nacionalidade - Britânica

Tradução - Henrique Guerra

Editora - L&PM Pocket

Gênero - Romance Policial

Páginas - 256

Ano - 2020

ISBN - 9788525426482

Classificação - ⭐⭐⭐⭐⭐


Sinopse - "Na bucólica casa de praia do famoso ator Sir Charles Cartwright, um jantar entre amigos toma um rumo surpreendente. Entre os convidados, um homenzinho de bigode e olhar perspicaz chama Hercule Poirot...

A possibilidade de um assassinato paira no ar e assusta os demais convivas - entre os quais, o Sr Satterwaite, amigo de longa data que convencerá o detetive belga embarcar em uma investigação minuciosa. Poirot precisará usar toda a sua habilidade para desvendar o mais desconcertante mistério envolvendo um crime: a falta de um motivo."




"EM TODO O MUNDO NÃO EXISTE NADA TÃO CURIOSO, NEM TÃO INTERESSANTE E TÃO BONITO QUANTO A VERDADE..."


O renomado ator de teatro Sir Charles Cartwright organiza um jantar em sua casa na Cornualha. Entre os convidados, está ninguém menos do que o grande Hercule Poirot. Já aposentado, o detetive belga parece sempre atrair problemas. Logo na primeira noite, um dos convidados teve uma morte fulminante após beber um dos coquetéis servido no jantar.


Era mínima a desconfiança de que essa morte era crimonosa, até que um segundo óbito aconteceu de forma muito similar. Então começaram as investigações e a busca por respostas que pareciam improváveis.

Nesse livro, a Agatha retoma o Sr. Satterthwaite, um personagem bem distinto e divertido que já tinha aparecido em "O Misterioso Sr. Quinn". Adorei reencontrá-lo.


Poirot fica fora de cena por boa parte da narrativa, dando espaço para Satterthwaite e Cartwright seguirem nas investigações. Achei que a Agatha trabalhou muito bem essa ausência do Hercule Poirot, o leitor consegue sentir a diferença entre o trabalho do detetive profissonal e dos amadores, frisando a importância de profissionais qualificados.


Pela primeira vez, Poirot nos conta como iniciou sua carreira de detetive particular. Achei super interessante, sem falar que alguns detalhes me deixaram com uma pulguinha atrás da orelha. A autora ainda tem muito o que explorar da vida pessoal do Poirot, e quando penso nisso, fico bem animada.


A Rainha do Crime consegue, mais uma vez, combinar vários elementos em sua história sem se perder. Aliás, o objetivo é deixar o leitor perdido para não desvendar o mistério, e isso ela consegue com brilhantismo. Também gostei muito do método usado nos assassinatos: envenenamento por nicotina. Não era muito comum, mas um caso datado de 1850 ficou bem famoso e pode ter inspirado a autora. O livro "Dicionário Agatha Christie de Venenos" explica com maior profundida sobre a nicotina e conta sobre o caso real de Hippolyte Visart de Bocarmé.


Se você gosta da escrita da autora, recomendo muito os dois livros.

"O DESTINO É MAIS FORTE DO QUE NÓS."


Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima! 📚❤


Colabore com o blog: apoia.se/voandocomlivros






O livro está disponível nas melhores livrarias! Você também pode comprar sem sair de casa clicando na imagem ao lado. Comprando por esse link, você ajuda o blog sem pagar nada a mais por isso.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo