• Kelly Rossi

O Cadáver Atrás do Biombo e Um Furo Jornalístico - resenha


"O Cadáver Atrás do Biombo"

Autores- Hugh Walpole, Agatha Christie, Dorothy L. Sayers, Anthony Berkeley, E. C. Bentley e Ronald Knox.

Editora - Record

Gênero - Romance Policial

Páginas - 69

Ano - 1983

Classificação - 4,5⭐


Sinopse - "A vida de Wilfred Hope, estudante de medicina, é tudo o que sempre sonhou. Tem pela frente uma carreira promissora e está noivo da encantadora Amy Ellis. Mas a partir do momento em que o sombrio Paul Dudden aluga um quarto na casa dos Ellis, a vida da família desmorona. Todos vivem sempre nervosos e apreensivos, como se temessem o misterioso hóspede. Um dia, quando visita a namorada, Wilfred descobre, atrás de um biombo na sala de estar onde todos se encontravam, o corpo ensanguentado de Dudden."


"A morte tem várias portas para roubar a vida, como disse o poeta. Não tão largas como as de uma igreja mas o bastante para serem utilizadas."


Após admitir, como um pensionista, um senhor chamado Paul Dudden, a família Ellis passou a viver preocupada, aflita e, até mesmo, aterrorizada. Quem mais sentiu essa mudança foi o estudante de medicina, Wilfred Hope, noivo da encantadora Amy Ellis. Mas uma trágica reviravolta ameaça tirar a paz de todos, quando o corpo ensanguentado de Dudden é descoberto atrás do biombo.


Esse primeiro livro foi escrito por 6 autores diferentes. Todos eram membros do Detection Club (um clube só de autores de histórias policiais). Escreveram esse enredo para a televisão, e somente depois foi publicado em forma de livro.


A elaboração da trama aconteceu como uma espécie de jogo. Hugh Walpole escreveu o primeiro capítulo sem conversar com os demais autores. Agatha Christie e Dorothy L. Sayers fizeram suas criações da mesma forma, partindo do ponto onde o predecessor deixara. Os últimos três autores - Anthony Berkeley, E. C. Bentley e Ronald Knox- se reuniram para resolver o mistério e engendrar uma solução para o desfecho.


O capítulo escrito pela Agatha Christie estabelece uma conexão com o restante da história. Ela consegue, com muita habilidade, armar as tramas a serem solucionadas.

Outro capítulo que ganhou destaque e me chamou atenção foi o primeiro, do Hugh Walpole. Ficou misterioso e eu amei a escrita com o ar um pouco poético.


"Um Furo Jornalístico"

Autores- Dorothy L. Sayers, Agatha Christie, Clemence Dane, E. C. Bentley, Anthony Berkeley, e Freeman Wills Crofts.

Editora - Record

Gênero - Romance Policial

Páginas - 121

Ano - 1983

Classificação - 4,5⭐


Sinopse - "Como seu título indica, tem o desenrolar de seu enredo na redação de um matutino e gira em torno da morte de um repórter que estava investigando para seu jornal um misterioso crime cometido num isolado bangalô em Sussex."



Diferente de "O Cadáver Atrás do Biombo", "Um Furo Jornalístico" foi um trabalho em grupo dos autores. Primeiro criaram um esboço e depois, quando iniciada a fase de redação, Sayers assumiu a cordenação.


A história ficou robusta, com vários personagens e cheia de tramas. Confesso que não tentei descobrir quem era o assassino, e acredito que se tivesse tentado eu erraria feio mais uma vez haha...


A variedade, o estilo e as características dos autores, impremem uma profundidade diferente ao enredo, deixando a história bem interessante.


Eu adorei essa leitura. Apesar de terem estilos bem diferentes, os dois livros me agradaram. Fiquei bem entretida tentando observar as diferenças de narração de um escritor para outro. Além da Agatha, eu fiquei encantada com o Walpole, gostei da técnica ousada da Sayers e dos levantamentos psicológicos de Clemence Dane.


Já leu esse ou outros romances escritos por vários autores? O que achou dessa proposta de jogo que os autores fizeram em "O Cadáver atrás do Biombo"?


Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima!📚💕


Colabore com o blog: apoia.se/voandocomlivros

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo