top of page
  • Foto do escritorKelly Rossi

Mário e o Mágico - resenha


Título Original - Mario und der Zauberer: Ein tragisches Reiseerlebnis

Autor - Thomas Mann

Nacionalidade - Alemão

Tradução - José Marcos Macedo

Editora - Companhia das Letras

Gênero - Novela

Páginas - 112

Ano - 2023

ISBN - 9786559213993

Classificação - 4,5⭐


Sinopse - "Irritabilidade, raiva e um humor peculiarmente malicioso caracterizam as férias em família do narrador de Mário e o mágico em Torre di Venere, na Itália. A inquietação dos personagens aumentará pela presença do infausto Cipolla, um ilusionista cuja performance é aterrorizar e humilhar seu público, subjugando-o à sua própria revelia. Em um ataque direto à dignidade humana, a apresentação encontra sua vítima perfeita no garçom Mário, que deve se submeter às vontades do mágico sem restrições ― até que uma tragédia se instaura.

Esta novela de Thomas Mann pode ser considerada como uma das primeiras obras da literatura mundial a captar com precisão aspectos fundamentais da mentalidade que propiciou o alastramento do fascismo no século XX, ecoando sua vigorosa advertência toda vez que se delineia, ainda hoje, a ameaça de um novo Cipolla."


🎩 "Devemos entregar os pontos e nos esquivar da experiência tão logo ela não se demonstre perfeitamente capaz de produzir bom humor e confiança? Devemos "ir embora" quando a vida se mostra um pouco fora do comum, algo suspeita ou um tanto embaraçosa e mortificante? Não, devemos permanecer, fazer frente a ela e a ela nos expor, justamente nisso talvez haja algo a aprender."


"Mário e o Mágico" foi escrito em 1929, quando o fascismo já havia surgido. Esse aspecto é bem importante dentro dessa história. Temos aqui, uma relação entre artista e sociedade. A descrição das reações e emoções das pessoas e do que se passa na cabeça de cada um dos espectadores, bem como o comportamento das crianças e dos adultos, evidenciam a preocupação constante de Mann, pois estavam enraizadas em suas próprias memórias pessoais e ele fazia de tudo para cultivá-las com mastreia.

Devido ao contexto histórico, essa novela tem uma atmosfera mais sombria, triste e amarga. É uma história emocionante e envolvente, que no início, nos faz sentir como se estivéssemos em pleno verão na Itália (nunca estive na Itália, mas minha imaginação é bem fértil 😄). Fui capaz de sentir a agitação do feriado e o vento quente do verão! Depois da metade, o calor todo da narrativa vai esfriando. Mann transmite muito bem o fascismo italiano daquela época e convida o leitor a fazer parte do show do mágico manipulador Cipolla.


🎩 "Nos países meridionais, a fala é um ingrediente da alegria de viver, que goza de uma estima social muito mais viva que no norte."

Cipolla e seu espetáculo é uma referência à incapacidade da população de se horrorizar e ao mesmo tempo não parar de aplaudir diante dos líderes e promessas do fascismo. É uma situação que ecoa nos dias atuais em todo o mundo.


🎩 "É de presumir que não se pode viver psiquicamente do não querer; não querer fazer uma coisa não é; a longo prazo, um propósito de vida; não querer alguma coisa e não querer mais em absoluto - e, portanto, fazer, não obstante, o que é ordenado - são talvez duas posições vizinhas demais para que, entre elas, a ideia de liberdade não se visse em apuros [...]"

Uma história universal e atemporal, embora a anedota esteja muito bem colocada em ambos os sentidos. Nestes tempos em que é cada vez mais fácil manipular as pessoas - às vezes de forma sutil, outras vezes de forma mais ostensiva -, "Mário e o Mágico" é uma leitura essencial.


Esse foi meu primeiro contato com o autora, estou ansiosa para conhecer mais de sua obra. E vocês? Já leram algo do Mann ou gostariam de ler?



Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima! 📚💘



Colabore com o blog! apoia.se/voandocomlivros




O livro está disponível nas melhores livrarias! Você também pode comprar sem sair de casa clicando na imagem abaixo.



101 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page