• Kelly Rossi

Destino: La Templaza - resenha


Autora - María Dueñas

Tradução - Sandra Martha Dolinsky

Editora - Planeta

Gênero - Romance Histórico

Páginas - 480

Ano - 2021

ISBN - 9786555353549

Classificação - ⭐⭐⭐⭐


Sinopse - "Mauro Larrea nunca imaginou que perderia, por um azar do destino, a fortuna acumulada depois de anos de trabalho árduo.

Afogado em dívidas e incertezas, aposta seus últimos recursos em uma jogada imprudente, que lhe dará uma oportunidade para se reinventar. Até que a perturbadora Soledad Montalvo, mulher de um marchand de vinhos de Londres, entra de forma misteriosa em sua vida, arrastando-o para um futuro que jamais suspeitou.

Da jovem república mexicana à radiante Havana colonial; das Antilhas a Jerez da segunda metade do século XIX, quando o comércio de vinhos com a Inglaterra transformou a cidade andaluz em um lendário enclave cosmopolita. Transitando por todos esses cenários, Destino: La Templaza é um romance sobre glórias e derrotas, minas de prata, intrigas familiares, vinhedos, vinícolas e cidades soberbas cujo esplendor se desvaneceu com o tempo. Uma história de coragem diante das adversidades e de um destino alterado para sempre pela força de uma paixão."


"Destino: La Templaza" permeia por cenários mexicanos, havaneses, jerezanos e gaditanos, pelos quais se desenrolam tramas recheadas de adversidades, intrigas familiares e transformações guiadas pela paixão.


Depois de sofrer muito na Espanha, Mauro Larrea resolve começar do zero no México. Sua vida nas minas de prata não é nada fácil, mas depois de muito trabalho árduo, ele conquista uma situação confortável. Infelizmente, um golpe de azar quase o leva a bancarrota. Já beirando aos cinquenta anos, Larrea se vê obrigado a correr atrás do prejuízo. Entre algumas opções, ele escolhe viajar à Havana, mas esse não é o seu destino final, pois o acaso o leva até Jerez. E é assim, de volta à Espanha, que Larrea conhece a deslumbrante Soledad Montalvo, e seus problemas, que já não eram fáceis, acabam se triplicando.

A autora pesquisou e consultou especialistas em questões históricas vinculadas ao comércio do vinho em Jerez, então todas as cenas que acontecem nos vinhedos, vinícolas e até todo o sistema de comercialização do vinho entre Espanha e Inglaterra é bem verossímil. A exploração das minas de prata no México, e a evolução da escravidão e o tráfico negreiro na Cuba colonial, também ganhou algumas leves pinceladas verídicas durante a obra.


Se você gosta de um romance com jeitão novelesco cheio de intrigas e reviravoltas, vai adorar essa leitura. Apesar de aparecer só em uma parte do enredo, eu amei conhecer mais sobre a vinícula de Jerez e terminei a leitura morrendo de vontade de experimentar o jerez (ou xerez), vinho que promete ser forte e licoroso.


O livro ganhou adaptação em série e está disponível no prime vídeo. Eu já conferi e gostei muito. Apesar de não ser totalmente fiel, a essência se mantém. Falando de maneira geral, as principais diferenças são: a linearidade dos acontecimentos; o aumento da atratividade e sentimentalismo em algumas cenas; e a mudança total no desfecho de alguns personagens.


Eu não consegui decidir se gostei mais do livro ou da série haha... Na minha cabeça os dois acabaram se complementando. E o melhor é que como são bem diferentes, escollhi o final que mais me agradou.😄




Você conhece essa autora? Já leu esse ou algum outro livro dela?




Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima!🧡📚



Colabore com o blog: apoia.se/voandocomlivros


O livro está disponível nas melhores livrarias! Você também pode comprar sem sair de casa clicando na imagem abaixo. Comprando por esse link, você ajuda o blog sem pagar nada a mais por isso.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo