• Kelly Rossi

O Alienista - resenha


Autor - Machado de Assis

Nacionalidade - Brasileira

Ilustrações - Candido Portinari

Editora - Antofágica

Gênero - Novela

Páginas - 304

Ano - 2019

ISBN - 9786580210084

Classificação - ⭐⭐⭐⭐⭐


Sinopse - "Com quantos doidos se faz uma cidadezinha? É o que está prestes a investigar o ilustre Dr. Simão Bacamarte, renomado médico com estudos no exterior, que funda na vila de Itaguaí a Casa Verde, instituto onde pretende estudar e tratar todos os que sofrem de transtornos mentais. Todo tipo de gente é enviado aos cuidados do doutor, que passa também a enxergar em seus vizinhos e conhecidos o perigoso traço da loucura.

Obstinado e fatalmente fiel à ciência, o médico não permitirá que nada – nem a população, nem o Estado, nem o senso comum – impeça sua nobre investigação sobre a razão humana.

Publicada pela primeira vez em 1882, esta novela curta e sagaz foi uma das obras mais impactantes de Machado de Assis, um marco de sua voz questionadora e irônica e de sua visão tão certeira sobre questões inerentemente humanas.

A edição da Antofágica traz 37 ilustrações de um dos maiores expoentes da arte no Brasil, Candido Portinari, que chegam pela primeira vez ao grande público.

Complementando o texto de Machado de Assis, o livro traz também notas inéditas e posfácio de Rogério Fernandes dos Santos, especialista na obra machadiana, um posfácio da professora Daniela Lima e apresentação de Luisa Clasen, do canal Lully de Verdade."


🤪"NÃO HÁ REMÉDIO CERTO PARA AS DORES DA ALMA;"


Novela publicada em 1882. "O Alienista" é um textão machadiano com um horizonte de apego filosófico, literário, político e histórico bem abrangente.


◽ Essa história se passa em Itaguaí, uma pequena província do Rio de Janeiro, onde cronistas - não muito confiáveis - de meados do século XIX, em um Brasil Império, é que contam as aventuras e desventuras de Simão Bacamarte, nosso alienista e protagonista.


◽ Bacamarte é um personagem bastante singular. Além de egoísta e inchado de uma vontade de poder e fama, ele tem uma paixão gigante pela ciência, um afeto pela vinculação e muita vontade de descobrir algo. Acredito que por isso, esse personagem toca absurdo a natureza humana.


🤪"IMAGEM VIVAZ DO GÊNIO E DO VULGO! UM FITA O PRESENTE, COM TODAS AS SUAS LÁGRIMAS E SAUDADES, OUTRO DEVASSA O FUTURO COM TODAS AS SUAS AURORAS."


E essa figuraça única que protagoniza esse enredo se forma na Europa, mas não fica por lá, pois seu coração pertence a Itaguaí. E é nela que ele estabelece a Casa Verde, uma espécie de Hospital Psiquiátrico.🏥 Pois o grande sonho de Bacamarte era desvendar os mistérios da psique, levando, assim, essa pequena província do Rio de Janeiro a ser comparada com a grandiosa Paris da Revolução.


Aliás, é possível perceber vários elementos parecidos com a Revolução Francesa. Reparem que até o nome do alienista, SimÃO BacamARTE, rima com NapoleÃO BonapARTE.


🤪"AS TEMPESTADES SÓ ATERRAM OS FRACOS; OS FORTES ENRIJAM-SE CONTRA ELAS E FITAM O TROVÃO. VINTE MINUTOS DEPOIS ALUMIOU-SE A FISIONOMIA DO ALIENISTA DE UMA SUAVE CLARIDADE."


E é com a ironia rascante de Machado que toda essa história é construída. Quando paramos para pensar sobre tudo o que acontece em "O Alienista*" (*aquele ou aquela que trata de indivíduos com transtornos mentais - nota de rodapé) é quase visível a genialiadade do autor escorrendo pelas páginas. Não apenas gênio, mas também visionário na construção de um livro que ainda depois de mais de um século se mostra tão atual.


🤪"A LOUCURA, OBJETO DOS MEUS ESTUDOS, ERA ATÉ AGORA UMA ILHA PERDIDA NO OCEANO DA RAZÃO; COMEÇO A SUSPEITAR QUE É UM CONTINENTE."


❗Divertido, espantoso e necessário. Se você ainda não leu, recomendo com todas forças.


Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima! 📚💖



Colabore com o blog: apoia.se/voandocomlivros






O livro está disponível nas melhores livrarias! Você também pode comprar sem sair de casa clicando na imagem ao lado. Comprando por esse link, você ajuda o blog sem pagar nada a mais por isso.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo