• Kelly Rossi

Treze à Mesa - resenha

Atualizado: Out 17


Título Original - Lord Edgware Dies

Autora - Agatha Christie

Nacionalidade - Britânica

Tradução - Bruno Alexander

Editora - Coleção Folha de São Paulo em parceria com a L&PM Editores

Páginas - 265

Ano - 2019

ISBN - 9788579493836

Classificação - ⭐⭐⭐⭐⭐


Sinopse - "A bela atriz americana Jane Wilkinson pede que o detetive Hercule Poirot a ajude a se divorciar do barão Edgware, um excêntrico antipático com quem ela viveu por pouco tempo. Jane quer se casar com um duque.

Pouco depois, o barão é encontrado morto em sua casa, com uma facada no pescoço. O mordomo diz que Jane havia visitado o marido na noite do crime. Mas uma notícia de jornal relata que, naquele momento, a atriz estava em um jantar com mais doze pessoas.

O mistério aumenta com outras duas mortes. Carlotta Adams, também atriz, é vítima de overdose. Donald Ross, que estivera com Jane no jantar dos treze, também é morto à faca. Qual o motivo da série de assassinatos?"


🔍"NENHUM SER HUMANO DEVE APRENDER COM OUTRO. CADA INDIVÍDUO DEVE DESENVOLVER SUAS PRÓPRIAS FACULDADES AO MÁXIMO, NÃO TENTAR COPIAR AS ALHEIAS."


A artista norte-americana Ruth Draper apresentava dramáticos monólogos com disfarces delicados e elegantes em uma pessoa após a outra desde 1930. E foi ela quem inspirou a trama principal de "Treze à mesa".


Tudo começa com um pedido da atriz Jane Wilkson para o Detetive Hercule Poirot. Ela quer ajuda para se divorciar do barão Edgware.


Um trabalho bem incomum para o pequeno e astuto detetive belga, Hercule Poirot. Mesmo assim, a curiosidade toma conta de Poirot, e ele, ao lado de seu fiel companheiro, Capitão Hastings, resolve atender ao pedido da atriz.


Um tempo depois, o barão Edgware é encontrado morto com um ferimento no pescoço. Várias pistas intrigantes, somadas de outras mortes acabam aumentando o mistério do caso. As investigações começam e desta vez parece que nem a genialidade do Poirot será capaz de desvendar todos os nós desse enigma.


Esse foi o 21º livro lido pelo @clubelendorainhachristie e eu adorei, mais uma vez, embarcar nas aventuras do Poirot e do Hastings. Eu amo as narrativas em que os dois aparecem juntos, sempre me divirto, e desta vez não foi diferente. Achei que o Poirot estava um pouco mais bonzinho que o normal e respondendo com mais rapidez as questões do Hastings, mesmo assim, o humor ácido continuou presente. Sei lá, acho que é isso que dá liga nessa amizade que eu tanto curto.


Se você ainda não conhece a escrita da autora, recomendo muito!


Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima!📚❤


Colabore com o blog: apoia.se/voandocomlivros


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo