• Kelly Rossi

O selo de Bartholomeu - Resenha

Atualizado: Fev 26


Título - O selo de Bartholomeu Autor - Fabrício Freitas Editora - Pendragon Gênero - Fantasia Páginas - 288 Local - Rio de Janeiro, 2018 ISBN - 978-85-9594-043-7 Classificação - ⭐⭐⭐⭐⭐









Sinope


"Após anos se sentindo um completo estranho, Anthony pensa que poderá deixar o passado para trás ao ir para a faculdade. Tudo parece perfeito até que, durante um acampamento, ele e seus amigos presenciam a queda de um meteorito. Agora em posse de um colar feito de rocha estelar, Anthony passa a ter sonhos cada vez mais realistas com um mundo fantástico e sombrio, dominado por um Imperador que usou ciência para conquistar um reino antes repleto de magia.

Neste mundo ameaçado, a magia está se esvaindo desde que os Titãs foram aprisionados nos céus por feitiço que utilizou o sangue da fênix, a criatura mais poderosa do universo. Agora, com a ajuda de um grupo de aliados improváveis, Anthony tem a missão de romper os selos da fênix e descobrir quem ele realmente é."


"O selo de Bartholomeu" é uma aventura sensacional que mistura o real com o imaginário.


Stephen W. Hawking e Carl Sagan são citados logo no início do livro. Ao saber que Carl Sagan é o maior ídolo do protagonista, já imaginei que a leitura seria muito massa. E não me enganei. Essa fantasia envolve o leitor de uma forma surpreendente. Nada monótona, a escrita de Fabrício instiga a curiosadade desde a primeira página. Personagens bem desenvolvidos e descrições detalhadas que fazem nossa mente criar a cena de forma fácil e nítida. Os capítulos são curtos e a narrativa em terceira pessoa é onisciente, conhecemos o íntimo de Tom (protagonista), seus pensamentos, medos e desejos. Se você gosta de fantasia, vai amar esse livro que é repleto de reviravoltas, mistérios e surpresas.


Ainda estou em choque com o desfecho, não podia ser melhor! Fabrício, preciso de uma continuação, please! 😅


"... ser uma centelha de esperança para a cegueira que cobria a todos com o véu da ignorância. O conhecimento era algo a ser partilhado, e não para humilhar as pessoas que tiveram menos oportunidades..."

Em "O selo de Bartholomeu", conhecemos Anthony Bartholomeu (Tom). Anthony mora nos Estados Unidos e tem ascendência brasileira, sofre bullying por isso. É um garoto com poucas amizades. Apaixonado por sua melhor amiga (Júlia), mas não é correspondido. Acredita com todas as forças que sua vida mudará da água para o vinho assim que entrar para a faculdade. Tudo caminha conforme o previsto até presenciar com seus amigos (Leo, Natasha e Júlia) a queda de um meteorito. Encantados com a oportunidade única de contemplar esse feito, resolvem materializar a lembrança fazendo um colar para cada um com fragmentos de rocha estelar. A partir desse momento, tudo muda para Tom, sonhos estranhos começam a invadir suas noites. A cada dia seus sonhos se tornam mais reais. Perdido entre a realidade e a fantasia, a situação piora quando um terrível acidente acontece com seu pai.


Cercado por problemas financeiros, um amor não correspondido e uma família desmoronando. As idas para o mundo imaginário ficaram cada vez mais reais e Tom precisava lutar desesperadamente para encontrar seu verdadeiro eu.


No mundo de seus sonhos, um lugar que parece retrocedor no tempo, com uma atmosfera totalmente distinta e com deuses e Titãs desconhecidos, Tom se aproximou de seres únicos, tais como: Marco, o Rei dos Ladrões; Azazel, um gigante canonês com força sobre-humana; Jonas, um jovem cigano; Jasmim, uma princesa guerreira; Derrida, um Nefilim; e Athena, uma bruxa. Um grupo nada comum, mas totalmente fiel ao Viajante Tom, acreditavam que ele era o salvador descrito nas lendas e que chegou para salvá-los das garras do Império. A Lenda dizia que o Viajante romperia os selos da fênix e derrotaria o déspota.


Após conhecer Nathaly no mundo real, Tom ficou ainda mais dividido. Nathaly era linda,  inteligente e destemida. Fazia Tom se sentir especial e mais corajoso. Os sentimentos que Tom sentia por Nathaly o deixavam ainda mais dividido entre o real e a fantasia.


Será que ele seria capaz de largar sua família, seus amigos, Júlia e Nathaly para ser o Viajante em um mundo totalmente diferente?


Qual será o destino de Anthony Bartholomeu? Será possível escolher entre os dois mundos? É possível transformar a fantasia em realidade?


Todas essas perguntas serão respondidas nesse livro mágico de tirar o fôlego.




Já conheciam "O selo de Bartholomeu"? Ficaram curiosos? Deixem um comentário me contando.



Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima. 📚💖




Ps. Para conhecer um pouco mais sobre o livro e o autor, acompanhem o Instagram: @oselodebartholomeu

2 visualizações

© 2020 Voando com Livros • Todos os direitos reservados • Desenvolvido por Nicolas M Barboza