top of page
  • Foto do escritorKelly Rossi

Flip ou ApocaFlipse 2023



〰 "A satisfação intelectual não me basta... a ação me faz falta!" (PAGU)


Belíssima e instagramável Paraty, cidade que promove anualmente a Flip, uma Festa Literária Internacional que realizou sua 21ª edição.


Esta foi a primeira vez que pude conhecer de pertinho a Festa. Foi o evento literário de 2023 que mais me programei. Nem o descaso com a mudança de data nem a divulgação em cima da hora da programação abalaram minha animação.

E assim a "ApocaFlipse" aconteceu!


O meu desânimo com a Festa não foi apenas pelo clima insuportável que variou entre sauna escaldante, chuva, calor, chuva, forno, chuva, frio, mais calor... também não foi pelo apagão de horas e horas que cancelou alguns eventos que programei de visitar com alguns amigos, mas sim a falta de estrutura oferecida pela cidade e pelo evento em si. O despreparo é nítido quando precisamos usar um banheiro. Algumas Casas forneciam o acesso, quando isso não acontecia, era preciso usar banheiro químico disponível próximo da Flipei ou WChic com pouquíssimas unidades (que tinha até ar condicionado, mas funcionava apenas até 20h e quando tinha energia elétrica), porque os geradores eram apenas para as mesas oficiais pagas. Caso não quiséssemos/pudéssemos pagar R$130,00 para assistir a mesa oficial confortavelmente em um lugar fechado e com ar condicionado, podíamos assistir pelo telão do lado de fora. Nesse ponto eles acertaram no acesso, o que vocês acham?


Por outro lado, o acesso para cadeirantes era praticamente impossível. As lindas pedras que formam as ruas do Centro Histórico, onde ficam as Casas que acontecem as mesas, dificultam a circulação de idosos, jovens, crianças e qualquer ser humano andante. O cuidado precisa ser redobrado com as chuvas que transformam cada pedra em um verdadeiro sabão.


Fora o meu descontentamento com esse evento que já acontece a mais de duas décadas, carrega o nome de Internacional e, mesmo assim, ainda segue sendo nada inclusivo e mega elitizado, deu para aproveitar o passeio, rever amigos, conhecer outros, respirar conhecimento de vários autores e profissionais que admiro muito.


A Flip é um evento que proporciona a proximidade com escritores queridos, é possível encontrar com eles na rua (isso se, bem na hora, vc não estiver olhando pra baixo para não tropeçar nas pedras). E se planejando direitinho, chegando com antecedência, dá para entrar nas casas e apreciar as falas de puro conhecimento (se não acabar a luz, claro, e se você aguentar o calor também).


Desculpem o desabafo, eu não queria romantizar esse evento, só com as fotos passamos uma impressão, a realidade atrás de cada clique é outra!


Se eu vou ano que vem? Não sei! Vai depender muito da companhia. As minhas melhores memórias dessa Flip com certeza serão dos momentos com pessoas queridas, os amigos salvaram tudo. Terminamos bebendo cachaça e rindo dos perrengues.


Vou deixar mais algumas fotos aqui para vocês:




6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page