top of page
  • Foto do escritorKelly Rossi

A memória das cartas


A foto não é das mais bonitas. Não estava preparada para ela, mas assim é a vida, estejamos preparados ou não, ela acontece. E esse registro marca visualmente duas memórias: a minha sensação ao ler essa carta muito especial e a memória da própria carta.


As cartas têm esse poder, de guardar para sempre as memórias de quem as escreve. E sempre que são lidas, independente dos dias, dos meses... que se passaram, essas memórias criam vida, renascem, florescem, e ficam ali esquentando o momento e paralisando o tempo por alguns minutos. Poderosas as cartas, poderosos aqueles que as escrevem e fornecem a magia para aqueles que podem lê-las e relê-las.


Essa carta que estou lendo é de um amigo muito especial, uma pessoa muito querida que me faz amar mais meu país e me apaixonar por outro, a Itália. Chorei lendo a carta e sempre me emociono ao relê-la, e se não bastasse o presente que são as palavras que formam essa memória, ele também enviou outros mimos pensados e selecionados com carinho, um pedacinho de seu país, um pedacinho dele. Muito obrigada por ser essa pessoa tão sensível e afetuosa, Dave. Que nossas leituras prosperem muito e muito... e que um dia o abraço que me fez sentir com esse pacotinho e com essa carta linda, seja sentido pessoalmente, aí na Itália e aqui no Brasil. Amo você, meu amigo querido!💘






22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page