O selo de Bartholomeu - Resenha

Título - O selo de Bartholomeu
Autor - Fabrício Freitas
Editora - Pendragon
Gênero - Fantasia
Páginas - 288
Local - Rio de Janeiro, 2018
ISBN - 978-85-9594-043-7
Classificação - ⭐⭐⭐⭐⭐
Sinopse - "Após anos se sentindo um completo estranho, Anthony pensa que poderá deixar o passado para trás ao ir para a faculdade. Tudo parece perfeito até que, durante um acampamento, ele e seus amigos presenciam a queda de um meteorito. Agora em posse de um colar feito de rocha estelar, Anthony passa a ter sonhos cada vez mais realistas com um mundo fantástico e sombrio, dominado por um Imperador que usou ciência para conquistar um reino antes repleto de magia. 
Neste mundo ameaçado, a magia está se esvaindo desde que os Titãs foram aprisionados nos céus por feitiço que utilizou o sangue da fênix, a criatura mais poderosa do universo. Agora, com a ajuda de um grupo de aliados improváveis, Anthony tem a missão de romper os selos da fênix e descobrir quem ele realmente é."

"O selo de Bartholomeu" é uma aventura sensacional que mistura o real com o imaginário. 

Stephen W. Hawking e Carl Sagan são citados logo no início do livro. Ao saber que Carl Sagan é o maior ídolo do protagonista, já imaginei que a leitura seria muito massa. E não me enganei. Essa fantasia envolve o leitor de uma forma surpreendente. Nada monótona, a escrita de Fabrício instiga a curiosadade desde a primeira página. Personagens bem desenvolvidos e descrições detalhadas que fazem nossa mente criar a cena de forma fácil e nítida. Os capítulos são curtos e a narrativa em terceira pessoa é onisciente, conhecemos o íntimo de Tom (protagonista), seus pensamentos, medos e desejos. Se você gosta de fantasia, vai amar esse livro que é repleto de reviravoltas, mistérios e surpresas.

Ainda estou em choque com o desfecho, não podia ser melhor! Fabrício, preciso de uma continuação, please! 😅

"... ser uma centelha de esperança para a cegueira que cobria a todos com o véu da ignorância. O conhecimento era algo a ser partilhado, e não para humilhar as pessoas que tiveram menos oportunidades..."

Em "O selo de Bartholomeu", conhecemos Anthony Bartholomeu (Tom). Anthony mora nos Estados Unidos e tem ascendência brasileira, sofre bullying por isso. É um garoto com poucas amizades. Apaixonado por sua melhor amiga (Júlia), mas não é correspondido. Acredita com todas as forças que sua vida mudará da água para o vinho assim que entrar para a faculdade. Tudo caminha conforme o previsto até presenciar com seus amigos (Leo, Natasha e Júlia) a queda de um meteorito. Encantados com a oportunidade única de contemplar esse feito, resolvem materializar a lembrança fazendo um colar para cada um com fragmentos de rocha estelar. A partir desse momento, tudo muda para Tom, sonhos estranhos começam a invadir suas noites. A cada dia seus sonhos se tornam mais reais. Perdido entre a realidade e a fantasia, a situação piora quando um terrível acidente acontece com seu pai. 

Cercado por problemas financeiros, um amor não correspondido e uma família desmoronando. As idas para o mundo imaginário ficaram cada vez mais reais e Tom precisava lutar desesperadamente para encontrar seu verdadeiro eu. 

No mundo de seus sonhos, um lugar que parece retrocedor no tempo, com uma atmosfera totalmente distinta e com deuses e Titãs desconhecidos, Tom se aproximou de seres únicos, tais como: Marco, o Rei dos Ladrões; Azazel, um gigante canonês com força sobre-humana; Jonas, um jovem cigano; Jasmim, uma princesa guerreira; Derrida, um Nefilim; e Athena, uma bruxa. Um grupo nada comum, mas totalmente fiel ao Viajante Tom, acreditavam que ele era o salvador descrito nas lendas e que chegou para salvá-los das garras do Império. A Lenda dizia que o Viajante romperia os selos da fênix e derrotaria o déspota.

Após conhecer Nathaly no mundo real, Tom ficou ainda mais dividido. Nathaly era linda,  inteligente e destemida. Fazia Tom se sentir especial e mais corajoso. Os sentimentos que Tom sentia por Nathaly o deixavam ainda mais dividido entre o real e a fantasia.

Será que ele seria capaz de largar sua família, seus amigos, Júlia e Nathaly para ser o Viajante em um mundo totalmente diferente?

Qual será o destino de Anthony Bartholomeu? Será possível escolher entre os dois mundos? É possível transformar a fantasia em realidade? 

Todas essas perguntas serão respondidas nesse livro mágico de tirar o fôlego.



Já conheciam "O selo de Bartholomeu"? Ficaram curiosos? Deixem um comentário me contando.


Beijos, um ótimo voo a todos e até a próxima. 📚💖



Ps. Para conhecer um pouco mais sobre o livro e o autor, acompanhem o Instagram: @oselodebartholomeu

Comentários

  1. Que capa interessante. Diria curiosa. O enredo parece ter muito movimento e isso é muito bom. Falando a verdade não conhecia "O Selo de Bartholomeu" mas gostei de conhecer um pouco mais a respeito aqui no seu blog. Lindo!

    ResponderExcluir
  2. Oiee!
    Parece ser uma história incrível e faz um tempo que não leio nada de fantasia.
    Fiquei bem curiosa, pois me coloquei no lugar do personagem e seria bem difícil escolher entre os dois mundos. Quero saber o que vai acontecer.
    Dica anotada!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá! Como vai? Não, eu não conhecia "O Selo de Bartholomeu", mas achei uma proposta bem interessante! Aliás, o que vem da Editora Pendragon muito me cativa! Te juro! Sobre sua resenha, uma delícia, bem completa, com quote bem bacana! Adorei esse universo! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. eu tô ouvindo falar muito bem desse livro, eu li um pedacinho dele e gostei bastante! Adorei a sua resenha, me deixou com ainda mais vontade de ler, vou procurar esse livro lá no site da editora agora mesmo!! <3

    ResponderExcluir
  5. Oiii tudo bem???

    Não sou muito de fantasias, e fiquei naquela, leio ou não, alguns pontos me chamaram a atenção, como ter o mundo mágico e o mundo real e a idéia de transitar por eles, mas o restante achei igual do mesmo. Espero criar coragem e ler, e até me surpreender.
    Adorei a resenha

    Bjs Rafa

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei a premissa do livro e sua resenha! E que capa! Chama bastante a atenção do leitor, e combinando com uma boa história, perfeito!
    Fiquei curiosa para saber quais será o destino e a escolha de Bartholomeu. Espero conseguir adquirir e ler em breve.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem? Não conhecia o livro mas achei o enredo bem instigante. E essa capa? As cores são bem alegres com certeza chama atenção dos leitores. Fantasias sempre têm "um que" que mexe com nossa curiosidade e imaginação. Dica anotada. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  8. Fantasia é um dos meus gêneros favoritos, entao já me chamou a atenção. E essa capa me deixou bastante curiosa. Vou procurar para ler, obrigada pela indicação!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei a resenha! E essa edição está com a capa linda! Eu amo ler o gênero fantasia, então a obra já me conquistou pela sinopse. Depois de ler a sua ótima resenha então, já quero ler!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resumo - Prisioneiro B-3087

Resumo - Labirinto dos ossos

O mistério do Capiongo - Resenha