Sob a redoma - Resenha


Título - Sob a redoma
Autor - Stephen King
Tradução - Maria Beatriz de Medina
Editora - Objetiva
Local - Rio de Janeiro, 2012
Páginas - 954
ISBN - 9788581051130
Classificação - ⭐⭐⭐⭐⭐💖

Sinopse - "Era um dia como outro qualquer em Chester's Mill, no Maine. Subtamente, a cidade é isolada do resto do mundo por um campo de força invisível. Aviões explodem quando tentam atravessá-lo e pessoas trabalhando em cidades vizinhas são separadas de suas famílias. Ninguém consegue entender o que é esta barreira, de onde ela veio e quando - ou se - ela irá desaparecer.
Dale Barbara, veterano da guerra do Iraque, se une a um grupo de moradores da cidade para manter a situação sob controle. A força de oposição é representada por Big Jim Rennie, um político que está disposto a tudo -  até matar -  para continuar no poder, e seu filho, que guarda a sete chaves um horrível segredo.
Mas essa não é a única preocupação dos habitantes. O isolamento expõe os medos e as ambições de cada um, até os sentimentos mais reprimidos. Assim, enquanto correm contra o tempo que têm para descobrir a origem da redoma e uma forma de desfazê-la, ainda terão de combater a crueldade humana em sua forma mais primitiva. Sob a redoma é um thriller arrebatador e uma inquietante reflexão sobre nossa própria potencialidade para o bem e o mal."


Antes de tudo, começo dizendo que este livro está entre os meus preferidos... e não só porque foi um presente do marido... rsrs, mas pela história surpreendentemente envolvente e rica em detalhes. Diferente das outras obras do Mestre que começam a ficar mais interessantes do meio para o fim, Sob a Redoma prende a atenção desde as primeiras páginas.

Apesar da sinopse apontar o livro como um thriller (suspense), acredito que se encaixaria melhor na categoria de ficção científica, devido aos acontecimentos alienígenas que permeiam a história. Livros de suspense ou terror geralmente causam medo, o que não é o caso. Tudo bem que existem várias mortes ao longo da história, mas este título na minha opinião é considerado light quando comparado a outros do Stephen King.

Chester's Mill é uma pacata cidade onde todos os moradores se conhecem e tentam viver da melhor forma possível. De repente, uma barreira invisível em forma de domo isola a cidade do resto do mundo... quem ficou dentro do domo não pode sair e aqueles que estavam fora não conseguem entrar! Todos se perguntam do que é feita a redoma, mas nem mesmo os mais estudados especialistas conseguem responder.

Enquanto todos rezam para que o domo desapareça e a vida volte ao normal, uma pessoa comemora o isolamento de sua cidade. Essa pessoa é Big Jim Rennie, um dos vereadores da cidade, disposto a absolutamente tudo para conquistar seus interesses. Big Jim tem um filho, Junior, que se mostra um psicopata desde o começo do livro. Junior tem uma doença grave e mortal e é um personagem digno de pena.

Dale Barbara, mas conhecido como Barbie (sim, o mesmo nome daquela famosa boneca... rsrsrs), era um veterano de guerra que trabalhava no Rosa Mosqueta ( bar/restaurante da cidade). Ele estava decidido a sair da cidade, quando a redoma o impediu. Devido a situação caótica da cidade, o exército resolve readmitir Dale Barbara e lhe concede a missão de controlar os ânimos da população de Chester's Mill até que descubram como retirar a redoma.

Mas Barbie não está sozinho, ele conta com a ajuda de Julia Shumway, proprietária e editora do jornal local. Julia está disposta a desvendar todos os mistérios que assombram sua cidade.

Além de problemas que derivam do isolamento, o domo também causa estranhos efeitos em alguns moradores da cidade, principalmente as crianças que têm convulsões, desmaios e falam frases aparentemente sem significado. Uma misteriosa força magnética impede que qualquer pessoa se aproxime da redoma com objetos de metal.

Esse campo magnético faz com que os principais personagens acreditem que exista uma central controlando tudo, e assim começam a procura por uma fonte. E depois que esta fonte for localizada como descobrirão como desligá-la? E como esconder a busca do temido Big Jim?

Assim como toda a trama, todos os personagens são bem definidos e envolvidos na história na medida certa. E para fechar com chave de ouro o final é surpreendente!

Maquete feita por minha filha - Voando com livrinhos

Curiosidades

Muitos acreditam que a série Sob a Redoma ou Under the Dome, como é chamada originalmente, é uma cópia do filme dos Simpsons, onde a família Simpson e todos os moradores de Springfield ficam isolados por uma barreira de vidro. A cidade fica coberta pela redoma devido ao risco de contaminação do resto dos Estados Unidos, uma vez que eles representavam um grande risco por causa da sua poluição.
O filme estreou antes da série Under the Dome, mas Stephen King começou a escrever a história pela primeira vez em 1976, e conseguiu concluí-la em 2007 com a ajuda de Russ Dorr, que foi responsável pelas pesquisas técnicas referentes aos mísseis guiados por computador, ao padrão da corrente de jato, receitas de metanfetamina, geradores portáteis, radiação, possíveis avanços na tecnologia de celulares e mil e outras coisas. Também foi Russ que inventou a roupa antirradiação improvisada de Rusty Everett e também que era possível respirar o ar dos pneus.

Diferenças entre a série e o livro (SPOILER)

Assim como o livro, na minha opinião a série é ótima! Mas como na maioria das adaptações para a telinha, existem diferenças. Neste caso as diferenças são gritantes, por exemplo:
No livro, Angie é assassinada por Junior logo nas primeiras páginas. Na série ela é sequestrada por Junior, depois é libertada e tem uma participação muito importante na série até que por fim é assassinada, mas não por Junior e sim pelo cunhado de Big Jim.
O personagem Junior também sofre mudanças radicais do livro para a série. No livro ele é um cruel psicopata com uma grave doença mortal, totalmente egoísta, ou seja, só liga para si mesmo. Já na série ele é apaixonado pela Angie e luta para ser uma pessoa descente, além de ser um dos escolhidos pelo domo!
Outro ponto bem diferente é a fonte que alimenta a redoma. No livro essa fonte é uma caixa onde é possível ver crianças alienígenas se divertindo com um suposto jogo de game e os protagonistas do jogo são os moradores de Chester's Mill. Já na série a fonte é alimentada por um mini-domo onde tem um misterioso ovo.
Sem falar nos personagens criados apenas para a série, como por exemplo a irmã do Barbie, que surge misteriosamente anos mais tarde com a mesma aparência de quando foi morta. A mãe de Junior também é uma personagem que só aparece na série e tem uma participação muito importante: ela prevê o que acontece sob a redoma!

Muitos outros personagens são criados e a história é modificada, mesmo assim não deixa de ser excelente e por esse motivo também recomendo a série.


Se deseja conhecer mais sobre o mestre do terror. Acesse http://stephenking.com/ . 

Comentários

  1. Curti a resenha. Estou vendo a série e não li o livro. Gostei de saber das diferenças. Acho que eles adaptaram bem, até. O Junior ser mais humanizado na série torna-a mais branda para passar na TV, se bem que, com tantas mortes que tem na série, um psicopata (e uns assassinatos) a mais não faria diferença...rsrs. Agora resta saber se o rumo que a série está tomando é diferente do livro. Pretendo lê-lo até o final da série, o que deve demorar ainda. Mas muito legal a resenha. Vamos ver onde isso termina.. rsrs. Legal. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kleber! Fico feliz que tenha gostado da resenha... *-* Eu gosto bastante da série, mas prefiro o livro... rsrs... Tenho certeza que você também vai curtir! Abraço e boa leitura!

      Excluir
  2. Adorei os dois, tanto o livro quanto a série, e o livro está entre meus preferidos também!! 😁😁 E a maquete da Amanda ficou linda!! 😍😍😍

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resumo - Prisioneiro B-3087

Resumo - Labirinto dos ossos

O mistério do Capiongo - Resenha